A Lei de Bases da Saúde aprovada pela Lei no 48/90 de 24 de agosto, alterada pela Lei no 27/2002 de 8 de novembro, da Assembleia da República, 1990, determina na sua Base XIII “[…] que o sistema de saúde assenta nos cuidados de saúde primários, que devem situar-se junto das comunidades.”[…]

Absorvendo esta filosofia, os colaboradores da Unidade de Cuidados na Comunidade de Castelo Branco (Unidade Funcional da área assistencial dos Cuidados de Saúde Primários pertencente à Unidade Local de Saúde de Castelo Branco), pelo 5º ano consecutivo efetuaram durante todo o mês de abril, várias intervenções dirigidas à comunidade, dando corpo à campanha do laço azul (Prevenção dos maus tratos na infância).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, caracterizam-se como “abusos ou maus tratos às crianças, todas as formas de lesão física ou psicológica, abuso sexual, negligência ou tratamento negligente, exploração comercial ou outro tipo de exploração, resultando em danos atuais ou potenciais para a saúde da criança, para a sua sobrevivência, desenvolvimento ou dignidade num contexto de uma relação de responsabilidade, confiança ou poder.” Os maus tratos em crianças e jovens são entendidos hoje, como um verdadeiro problema de saúde pública a nível mundial.

Para que os serviços de saúde sejam mais efetivos nesta matéria, é essencial:

  • a melhoria da aplicação dos mecanismos de prevenção da ocorrência dos maus tratos;
  • a deteção precoce das situações de risco e de perigo;
  • a sinalização e/ou encaminhamento dos casos;
  • o acompanhamento e prestação de cuidados de qualidade, sempre norteados por uma eficaz e eficiente articulação entre as várias unidades funcionais.

Recorrendo a atuações coordenadas e articuladas entre as diferentes entidades com responsabilidade de intervenção neste domínio, podemos afirmar que o movimento ” Campanha do Laço Azul” tem vindo a conquistar cada vez mais  relevância ao nível do concelho de Castelo Branco, enfatizando o efeito da preocupação que cada cidadão pode ter no despertar das consciências da população em geral, em relação ao flagelo dos maus tratos.

Como testemunho desta atuação, a  UCCCB em parceria com o Centro Social Padres Redentoristas efetuaram durante esta  5º campanha:

  • momento para contar a história aos alunos;
  • ações de sensibilização na comunidade;
  • distribuição na comunidade da história e do laço azul que dão corpo à campanha;
  • elaboração de um desenho em contexto de sala de aula (alunos do 1 e 2º ano de escolaridade);
  • elaboração de um slogan em contexto de sala de aula (alunos do 3 e 4º ano de escolaridade);
  • elaboração de um texto em contexto de sala de aula (alunos do 3 e 4º ano de escolaridade);
  • entrega dos prémios aos vencedores nas categorias de: desenho, slogan e texto;
  • laço azul humano.

 

 

 

1- Contar a história!

Era uma vez…..

Era uma vez

 

2- Ações de sensibilização na comunidade.

Distribuição laço e história

 

 

IMG_20180404_150017

 

 

3- Trabalhos dos alunos a concurso na categoria de desenho, slogan e texto.

João

 

Desenho vencedor do concurso

 

 

Trabalho dos alunos - texto

 

 

Trabalhos dos alunos (1)

 

 

Trabalhos dos alunos- desenho

 

 

4- Entrega dos prémios aos alunos vencedores: na categoria de desenho, slogan e texto.

Entrega prémios

 

5- Laço azul humano

IMG_20180427_143812

 

Crianças de Castelo Branco formam laço azul contra a violência. (Jornal Reconquista – 04-05-2018)

Maus tratos em crianças e jovens. Direção Geral da Saúde.(2011).