Formação DM1 dirigida à Comunidade Escolar do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares


A 18 de setembro de 2019 sob a responsabilidade dos Gabinetes do Ministro da Educação e da Ministra da Saúde foi aprovado o regulamento de enquadramento do apoio às Crianças e Jovens com Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1) na Escola, sendo publicado através do Despacho n.º 8297-C/2019.

A Orientação Conjunta nº 6 de 23 de novembro de 2016, da Direção-Geral da Saúde e Direção-Geral da Educação, sobre Crianças e Jovens com Diabetes Mellitus Tipo 1 na Escola, prevê um plano de formação dirigida aos seguintes grupos prioritários:
Equipas de Saúde Escolar;
Comunidade Escolar;
Elementos de Referência da Escola.

O plano de formação desenvolve-se no âmbito do Programa Nacional de Saúde Escolar (PNSE), sendo a sua operacionalização nos quatro Agrupamentos de Escolas do  Concelho de Castelo Branco, incumbida à Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Castelo Branco.

Sendo a escola o espaço onde por excelência, em grupo ou individualmente, as Crianças e os Jovens aprendem a gerir eficazmente a sua saúde e a agir sobre os fatores que a influenciam, a UCC de Castelo Branco deu continuidade no ano letivo de 2022/2023, a um novo ciclo de ações de educação para a saúde (EpS) e ações de formação dirigidas à comunidade escolar ( alunos, pessoal docente e pessoal não docente) do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares.

 A UCC de Castelo Branco pretende que as ações de formação constituam uma ferramenta para a capacitação dos profissionais da educação, sobre uma das doenças crónicas com maior prevalência em idade escolar, a DM1.

As ações de formação são importantes, no entanto não se deve negligenciar a disponibilidade dos técnicos ( pessoal não docente, pessoal docente e colaboradores da UCC Castelo Branco), a sua flexibilidade e a sua permanente atualização nesta área.
Para uma boa gestão da diabetes, que assenta em três eixos fundamentais, durante as 24 horas: administração de insulina, alimentação e atividade física, é fundamental que na Escola, a gestão da doença e o compromisso de todos os intervenientes sejam cruciais para a minimização do impacto da DM1 no desempenho escolar dos alunos.

Nesta etapa foi dado cumprimento, pelos vários atores intervenientes no processo, a tal desiderato:

  • Encarregado de Educação/Mãe/Pai  informou o estabelecimento de educação e
    ensino do diagnóstico do seu educando, partilhou o plano terapêutico e as suas alterações,
    garantindo o transporte, a manutenção e a renovação de todos os materiais e equipamentos
    necessários à boa gestão da DM1;
  • A Escola mobilizou os recursos internos para promover a inclusão da criança/jovem,
    solicitando a intervenção da Equipa de Saúde Escolar da UCC de Castelo Branco, mantendo uma comunicação bidirecional com o Encarregado de Educação/Mãe/Pai  caso existam  intercorrências ou alteração do Plano Terapêutico;
  • A Equipa de Saúde Escolar assumiu a responsabilidade de capacitar os profissionais de educação designados pelo Agrupamento de Escolas  para o acompanhamento da criança/jovem ( Pessoal Docente – dia 7 de dezembro de 2022; Pessoal não Docente – dia 20 de dezembro de 2022) e elaborou, monitoriza e avalia o Plano de Saúde Individual.

Foto: Ação de formação realizada dia 20 de dezembro de 2022, ao Pessoal não Docente do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares.